MATEMÁTICA APLICADA

 Disciplina: Técnicas de Preferência Declarada

Introdução e Conceitos

 

 

 

1 - Introdução 

Modelar a estrutura decisória dos indivíduos quando defrontados com um conjunto de alternativas não é uma tarefa muito simples. A literatura tem apresentado algumas técnicas que estimam o comportamento decisório dos indivíduos através de modelos matemáticos. Dentre estas técnicas têm-se as técnicas de preferência revelada (PR) ou observada e as técnicas de preferência declarada (PD). As Técnicas de Preferência Declarada ainda são a maneira mais natural de modelar o comportamento do usuário.

 

 

2 - Conceitos

Segundo Kroes and Sheldon (1988), o termo técnicas de preferência declarada referem-se a uma família de técnicas, as quais utilizam respostas dos indivíduos para estimar uma função utilidade. As opções são tipicamente descrições de situações ou contextos construídos por pesquisadores. Para Green and Srinivasan (1978) Apud Kroes and Sheldon (1988), o termo é definido como sendo qualquer método decomposicional que estima a estrutura de preferência de um indivíduo, dado a sua avaliação global de um conjunto de alternativas que pré-estabelecidas em termos dos níveis de diferentes atributos. As técnicas de preferência declarada são baseadas em entrevistas nas quais apresenta-se ao entrevistado um conjunto de cenários (alternativas) hipotéticos, para que seja escolhida qual a situação que eles preferem. Os dados coletados são processados por modelos estáticos que ajustam os parâmetros de forma a definir uma função utilidade.

_______________________________

- Kroes, E. P. and Sheldon, R. J.: “Stated Preference Methods”. Journal of Transport Economics and Policy, pp. 11-20, January, 1988.

  A partir de 03 Jan de 2021

Você é o Visitante de Número